EXPEDIÇÃO SAHARA OCIDENTAL 2014. O PORQUÊ?

Discussão sobre grandes viagens e muitos Km

EXPEDIÇÃO SAHARA OCIDENTAL 2014. O PORQUÊ?

Mensagempor ParolaGoncalves » quarta mar 26, 2014 5:01 pm

Expedição Sahara 2014
Num conceito mais lato “ Uma expedição não é mais que uma incursão com destino distante e geralmente de difícil acesso”, e é isso que ano após ano nos leva a ir para locais remotos em busca de aventura e a procura de novos caminhos. Temos um Grupo coeso, forte e sobretudo solidário, com o lema “Vamos Todos, voltamos Todos”, ninguém fica para trás. Esta experiência já foi vivida por nós nas Expedições de 2011 e 2013.
Porque voltamos ao Sahara? E porque o fazemos dois anos seguidos? Por 3 motivos:
O primeiro, porque, como “Responsável” pelas Expedições, tinha prometido a mim mesmo, que aquela Placa a beira da estrada que indicava por pista “Bir Anzarane” 165 kms, (N25 05.362 W14 48.629),era motivo mais que suficiente para voltar em 2014.

O segundo, porque, outro dos pontos âncora era a passagem por M’sied, um pequeno lugar, fortemente militarizado, onde se travaram as batalhas mais duras entre Marrocos e a Frente Polisário.
O terceiro, era seguir o percurso que Michel Vieuchange, fez em 1930 até Smara, um percurso difícil, mas tentaremos cumprir com base no levantamento feito Jacques Gandini.
Com estas três âncoras, de base, passou-se a fase de recolha de informações, percursos, sendo que os Guides Gandini, foram os documentos mais importantes para estabelecer um percurso, seguro, fiável e atraente.
O nosso ponto de encontro será no Ralis 4x4 de Marrakech, onde vamos pernoitar para no dia seguinte, seguirmos para Agadir, pelo percurso mais rápido até a zona ao norte de Tifnit, onde começa a nossa Expedição por Pista.
A Pista de Michel Vieuchange, começará em Tarmguist e não em Tagant e vamos segui-la ponto a ponto até a bifurcação de Crab Oumat Lamsi, com passagem e paragem em M’sied, uma das âncoras da nossa Expedição.
Cumprido um dos pontos de passagem, importa agora chegar ao ponto âncora “primeiro”, com o cruzamento por pista de Abetteh até a foz do Oued Chbika, ao longo da sua margem direita.
Entramos em asfalto, reabastecemos em Sidi Akhefennir e fazemos uma paragem técnica na enorme área de serviço (N28 05.625 W12 03.293), para compra de alimentos.
Agora outro ponto importante espera por nós as Cascatas de Oued Khaouni Naam, seguindo depois até Al Hagounia, onde nos espera ao asfalto até Laayoune.
A Pista “D” de Gandini, vai levar-nos de Laayoune a Boujadour, onde vamos pernoitar. No dia seguinte a nossa primeira âncora está ao nosso alcance.
São 124 kms de asfalto até ao Cabo e Farol Tanafed, local onde está a placa de informação “Bir Anzanare” 165 Kms(N25 05.362 W14 48.629).
Mas como vamos entrar em Pista e percorrer 840 kms sem hipótese de reabastecer, vamos descer mais 19,60 kms até a área de Serviço de Hassi Nwifed. Vamos parar em Bir Anzarane para descansar, comprar mantimentos e retomar o percurso até a "Árvore Vasco Lima".
Junto a Árvore vamos prestar um Homenagem ao Vasco Lima, colocando junto a “Árvore Vasco Lima” uma embalagem com terá da Serra da Lousã, da Ortiga, e uma placa de madeira com a frase “Arbre Vasco Lima”.
Continua……dentro de momentos
Avatar do Utilizador
ParolaGoncalves
pleno TT
pleno TT
 
Mensagens: 544
Registado: quarta ago 03, 2005 12:59 pm
Localização: Lousã/ANGOLA
LandRover: LAND ROVER Defender Td5
Sócio LCP: 782

Voltar para Expedições e Viagens



Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado