Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Publicações com artigos e manuais generalistas de Land Rovers, mecânica, peças e acessórios.

Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor nmcabecadas » terça jan 17, 2012 11:55 am

Imagem

Disponíveis em grande número e por um preço módico no EBay e em numerosas lojas "on line", as réplicas dos telemóveis da LAND ROVER, produzidas pela Sonim e com os logos da marca, surgem como atractivas para os adeptos deste veículos.

Dado que conseguimos dispor de um destes equipamentos para testes, não queremos deixar de partilhar algumas experiências com os nossos leitores, sabendo que existe interesse por parte de alguns nesta réplica que pode ser adquirida por pouco mais de meia centena de Euros, incluindo portes, aos quais se devem adicionar direitos alfandegários.

Embalado numa caixa em cartão com os logos da LAND ROVER, ligeiramente alterados para não serem considerados como violação de direitos, este é o primeiro alerta para o uso quase certamente indevido de todo um conjunto de logotipos registados por diversas marcas, as quais duvidamos que recebam algum tipo de direitos de imagem.

No interior da caixa, encontra-se o telemóvel, devidamente acondicionado numa plataforma expositora, sob a qual se encontra um transformador, diferente conforme o local de expedição do equipamento, um cabo mini-USB destinado a alimentação, um conjunto de auscultadores, que serve igualmente de antena para recepção de rádio FM, a bateria, uma chave de abertura com o logo da Sonim e o manual de utilizador.

Imagem

Tal como acontece com a maioria dos manuais de produtos provenientes da Ásia, este está escrito em chinês e inglês, numa tradução de má qualidade, sem ilustrações explicativas e numa letra demasiado pequena para permitir uma leitura ou consulta rápida, sendo manifestamente inadequado para quem necessite de mais explicações ou detalhes.

O alimentador, tal como o cabo de alimentação, que acabam por formar um conjunto, mas que pela sua universalidade permitem ser usados com outros equipamentos compatíveis, cumpre adequadamente a sua função, tal como os auriculares, apesar de a qualidade ser sofrível quando comparada com modelos mais dispendiosos.

Temos, finalmente a bateria, de grandes dimensões e com capacidade de 1850 mAh, que ostenta os logos da Sonim e será compatível com as originais, e que, segundo as especificações permitirá entre 10 a 15 dias entre carregamentos, dependendo da utilização efectuada.

A chave serve para remover os dois parafusos que fecham o compartimento selado por borracha onde se instala o cartão SIM, um cartão de memória micro SD opcional, e a bateria, sendo fechada por uma tampa que ao ser aparafusada comprime uma junta em borracha destinada a proporcionar alguma estanquicidade.

Imagem

Numa primeira observação exterior, esta é uma réplica bastante fiel, com os logotipos da LAND ROVER, da Sonim, a certificação IP 57, com a respectiva descrição no referente a protecção contra poeira, água e impacto, a reproduzirem fielmente os originais.

Mesmo as cores disponíveis, o tipo de teclado, bem como as borrachas envolventes, parecem idênticos aos do modelo original, tal como as gravações que descrevem a câmara como sendo de 2 megapixels, quando nesta réplica é, efectivamente, de apenas 1.3.

Após uma visualização do exterior, que é indiscutivelmente muito bem finalizado, e depois de instalado o cartão SIM, que no nosso caso é da TMN, e a bateria, torna-se necessário proceder ao carregamento da mesma para passar a testes mais funcionais a nível de comunicações.

Para carregar a bateria é necessário aceder ao conector semelhante ao mini-USB mas não padronizado, protegido por uma peça em borracha, que cobre igualmente o conector para os auriculares, e que portanto necessita de estar aberta durante o uso do rádio FM e durante o carregamento, após o que isola estes dois conectores.

Imagem

Após o carregamento, o telemóvel liga, vendo-se o logotipo da LAND ROVER durante o arranque, e autentica-se na rede de GSM com rapidez, selecionando automaticamente uma das quatro frequências, 850, 900, 1800 e 1900 MHz disponíveis e que o torna universal, apresentando uma boa cobertura de rede.

No écran QVGA de 2.2", com 65.536 cores e uma resolução de 240 x 400 pixels, surge com nitidez a imagem de um Defender, que pode ser substituida por outra de um Range Rover ou um Freelander, também incluidas, ou por uma escolhida pelo utilizador e gravada no cartão micro SD ou enviada por mensagem.

O sistema de menus é fácil de utilizar e bem visível, recorrendo às teclas habituais, mas falta uma tecla de navegação mais eficaz, bem como atalhos mais acessíveis, o que, devido ao reduzido número de funções do telemóvel, não torna a utilização demasiado penosa.

Mais complexo é a configuração, que, para além do envio e recepção de chamadas e SMS, que no caso da TMN é automático, tem que ser efectuado manualmente, criando um perfil de comunicações para o acesso à Internet, via GPRS, e outro destinado ao envio e recepção de mensagens multimédia ou MMS.

Imagem

Aconselhamos a ter perto outro telemóvel do mesmo operador para ir revendo simultaneamente as configurações e proceder aos respectivos testes, sem o que todo o processo se torna extremamente fastidioso e passível de inúmeros erros.

Após completar estes dois perfís, na secção de "link" e "network count" na versão inglesa, é necessário atribuir cada um deles à sua função específica, após o que o telemóvel fica funcional, podendo ser utilizado de forma semelhante à de outros modelos com características semelhantes.

A primeira necessidade, com excepção daqueles que nunca possuiram um telemóvel ou por qualquer razão não pretendem migrar dados, é introduzir um conjunto de informações necessárias, como a lista de contactos ou mesmo alguma informação ou dados complementares.

O facto de não ter ligação a computador tem outros inconvenientes, como a impossibilidade de uma sincronização, pelo que o mais simples é usar um telemóvel com essa capacidade para gravar os contactos no cartão SIM antes de o introduzir neste modelo.

Imagem

Em contrapartida a gestão dos contactos, que podem chegar aos 500, é fácil, apesar de pouco intuitiva, caso se use um cartão de memória, permitindo agrupá-los para envios simultâneos, incluí-los em listas, que pode ser uma lista negra de contactos a ignorar, bem como efectuar cópias de e para o cartão micro SD.

Também no caso de outro tipo de informação, como músicas, vídeos ou imagens, o processo será o de recorrer a um sistema de gravação de cartões de memória que suporte micro SD, gravar a infomação na unidade a utilizar e só depois introduzí-la no telemóvel, onde o conteúdo fica acessível e pode ser gerido através dos menus de configuração.

O leitor áudio suporta MP3, WAV, WMA, AMR, AAC e AAC e o microfone externo, cujo som é facilmente regulável através dos botões externos, permite uma reprodução aceitável dos formatos de música mais populares e mesmo partilhá-los com uma pequena audiència.

Também o leitor de "ebooks", que suporta os formatos mais populares, como txt, doc ou pdf e os visualizadores de imagens, que aceita jpg, jpeg e gif bem como o de filmes, que aceita 3GP, MP4 e WMV são funcionais, não obstante a pequena dimensão do écran, que penaliza a visibilidade dos conteúdos.

Imagem

A câmara de 1.3 megapixels ou 1.280 x 1024, de resolução inferior aos 2.0 do modelo original da Sonim, é fácil de operar, com menus de configuração no écran, que permitem para além de fazer variar a resolução, também aceita diversas frequências vídeo, o uso de iluminação, gravação automática ou selecção de unidade de gravação.

Está igualmente disponível uma ligação "bluetooth" 2.0, suportando transferência de dados e A2DP, o que permite usar este telemóvel com os "kits" de mãos livres que usem este protocolo, bem como outros periféricos que usem esta ligação.

A existência de um rádio FM, que requer o uso dos auscultadores externos, que também servem de antena, poderá ter algum interesse, sobretudo na falta de alternativa, e o facto de a bateria ser de boa capacidade permite o seu uso sem recear que esta fique sem carga prematuramente.

Uma das particularidades deste telemóvel é dispor de uma lanterna, a qual fornece um foco de luz com uma intensidade superior à de muitas lanternas de bolso, capaz de iluminar uma divisão de uma casa, tendo como inconveniente o facto de obrigar a percorrer alguns menus para ligar e desligar o foco.

Imagem

Outras funcionalidades, como o conversor de moedas, calendário ou alarmes, são bem vindos e de utilização simples, enquanto outros tal como o jogo seriam dispensáveis, dado o pouco interesse que têm, mas constituem um óbvio instrumento de marketing para alguns mercados.

Infelizmente, funcionalidades mais sofisticadas, como o 3G, WiFi, GPS ou TV não estão disponíveis, mas o suporte de Java é adequado, a calculadora é de uso fácil e o sistema de selecção de fusos horários permite facilmente saber a hora noutros países do Mundo.

Os poucos toques disponíveis de origem não são do nosso agrado, mas podem ser adicionados novos, e o controle de som deste, bem como o da vibração do telefone e a iluminação são adequados e de fácil configuração, cumprindo as suas funções sem grandes críticas.

Mais complexo de testar, sem ultrapassar os limites deste equipamento, é a sua resistência, e mesmo as réplicas, como esta, são anunciadas como sendo resistentes pelos vendedores e capazes de suportar impactos, poeira e água, mas duvidamos que aguentem o mesmo que os originais, os quais demonstram não ser tão estanques como anunciado.

Imagem

Curiosamente, no manual, que infelizmente é de muito má qualidade, seja em termos de conteúdo, seja de tradução, seja pela ausência de imagens, apela-se a um cuidado semelhante ao que teriamos com qualquer outro telemóvel, recomendando-se que seja mantido longe de temperaturas extremas, se evitem impactos, poeira ou água.

Se bem que estas recomendações, que apelam ao bom senso dado que, independentemente da resistência, se deve evitar algo que danifique o telemóvel, seria de mencionar que este modelo específico estaria mais apto a sobreviver a situações extremas do que modelos mais convencionais, sem o que perderia qualquer vantagem competitiva.

É de notar que, pelo seu peso, que será quase o dobro de um modelo mais convencional, e formato, deixar cair este telemóvel de uma altura equivalente à de um bolso das calças sobre terra batida resulta num impacto algo forte e bastante audível, mas que não afectou nem o exterior nem o funcionamento.

Também o atirá-lo para cima de superfícies ou para o interior do Defender, mesmo que caindo para o chão, em vez de o pousar não resultou em qualquer dano aparente, mas é mais que duvidoso que uma sobrevivesse a uma queda de 2 metros, ou mesmo de 1, sobre uma superfície em cimento, tal como anunciado pela Sonim para os telefones que produz.

Imagem

Ainda mais duvidoso é a estanquicidade, que parece restringir-se à tampa do compartimento da bateria e dos conectores dos auriculares e alimentação, abrangendo aparentemente a câmara e o foco, mas que não parece estender-se ao teclado, microfone e altifalante, algo que parece evidente com a passagem de iluminação interior para o exterior.

Também a navegação e a disposição dos menus, que infelizmente não são circulares, não é a mais fácil e algumas opções surgem em locais ou numa sequência menos adequada, aumentando o período de adaptação e a falta de uma tecla de "scroll" torna mais lenta e menos práticas algumas operações.

O maior problema com que nos defrontamos foi, efectivamente, a dificuldade de configuração, resultado de um manual com escassa informação, menus com uma tradução inadequada, mesmo para o inglês, e o pouco apoio dado pela TMN, que remeteu para pesquisas na Internet quaisquer explicações.

Esta questão, que implicou algum trabalho de investigação, resultou num texto recentemente publicado, versando o operador que presta o serviço de comunicações que utilizamos, sendo obviamente efectuar um trabalho semelhante caso algum dos nossos leitores recorra a outro prestador de serviços.

Imagem

Outra desvantagem é o volume de 120 × 55 × 20 mm e o peso de 150 gramas, o que o torna muito volumoso e difícil de transportar num bolso e nem sempre fácil de utilizar, mas este é o preço a pagar pela autonomia e resistência deste modelo que, obviamente, não será do agrado de todos, destinando-se a uma clientela muito específica.

No entanto, nas funções básicas que serão mais utilizadas, como a comunicação de voz e o envio e recepção de mensagens, o desempenho foi positivo, com som de boa qualidade e um volume superior à maioria dos telemóveis que conhecemos, apresentando ainda uma excelente autonomia, que ultrapassou uma semana de uso regular, incluindo alguns acessos à Internet e o uso do foco e da máquina fotográfica.

Nesta semana, que será naturalmente um tempo curto para testes, esteve instalado um cartão de memória micro SD, com imagens e música, a qual foi reproduzira, verificando-se que o som, não sendo da melhor qualidade, é suficientemente audível para ser escutado numa sala de dimensões razoáveis, acontecendo o mesmo sempre que se recorre ao altifalante e nunca foi necessário recarregar o telemóvel.

Por um preço que, com portes e direitos alfandegários, pode rondar os 75 a 80 Euros, este não é o telemóvel que recomendamos para o dia a dia, dado o peso, volume e as escassas funcionalidades disponíveis, mas para quem pretenda um telemóvel resistente, com uma boa autonomia, capaz de ser usado em actividades mais radicais pagando um valor módico e com o estilo inconfundível dos "LAND ROVER Phones", será uma opção a ter em conta.
Avatar do Utilizador
nmcabecadas
master TT
master TT
 
Mensagens: 1838
Registado: quinta ago 04, 2005 7:43 pm
Localização: Lisboa
LandRover: Série III 88" Diesel 1966, originalmente S2A a gasolina e reconstruido em 1977 como S3 diesel
Defender 90 Td5 1999
Sócio LCP: 604

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor dam4ster » terça jan 17, 2012 2:28 pm

Excelente review nuno, os meus parabéns! só foi pena não podermos efectuar o teste de choque mais a sério! Em relação ao equipamento é o que é, puro e duro sem grande tecnologia embora fique com as dúvidas da capacidade real de resistência do mesmo..
Imagem
Avatar do Utilizador
dam4ster
júnior TT
júnior TT
 
Mensagens: 310
Registado: quinta jun 16, 2011 5:57 pm
LandRover: Discovery 300 TDI 1994
Sócio LCP: 2467
RTI: 0

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor FLG » terça jan 17, 2012 2:34 pm

Boas a todos

10 a 15 dias de autonomia isso é que é... :cool:

Actualmente temos equipamentos todos XPTO's que se usufruimos a 100% deles temos bateria para umas escassas horas... :roll:
Avatar do Utilizador
FLG
MesTTre Supremo da Pesquisa
MesTTre Supremo da Pesquisa
 
Mensagens: 23969
Registado: sábado ago 06, 2005 9:26 am
Localização: Viana do Castelo
LandRover: Discovery 300 tdi
Freelander 2.0 di
Sócio LCP: 1244
RTI: 1078

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor carlossilvalr » terça jan 17, 2012 2:47 pm

Boas Nuno

EM tempos falamos (PM's) sobre o assunto mas optei por não arriscar. Mas parece ser uma boa solução...

Abraço
carlossilvalr
maníaco TT
maníaco TT
 
Mensagens: 4830
Registado: segunda jan 16, 2006 9:23 pm
LandRover: Ex-S. III 88 de 77 / Disco 300 tdi
Namorada- Free 2.0Di
Pai- RR Classic 300 tdi
Actual-Série III 109 - 82
Sócio LCP: 373
RTI: 0

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor nmcabecadas » terça jan 17, 2012 4:28 pm

Eu tenho um Samsung Galaxy S5570 e com todas as funções ligadas são poucas horas. Esta réplica não é má, mas não se compara ao original. Já me ocorreu compra uma carcaça dos originais, que se vendem para expositores por uma dezena de Euros e colocar a electrónica deste no interior, mas nem sei se resulta :lol:
Avatar do Utilizador
nmcabecadas
master TT
master TT
 
Mensagens: 1838
Registado: quinta ago 04, 2005 7:43 pm
Localização: Lisboa
LandRover: Série III 88" Diesel 1966, originalmente S2A a gasolina e reconstruido em 1977 como S3 diesel
Defender 90 Td5 1999
Sócio LCP: 604

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor VaReTaS » terça jan 17, 2012 4:52 pm

Boas,

Excelente artigo!! :cool:

Digno de uma revista da especialidade, sim senhor! :clap:

Abraços
varetas(at)smartnex.net
-------------------------------------------
Imagem
Avatar do Utilizador
VaReTaS
master TT
master TT
 
Mensagens: 2563
Registado: domingo mai 23, 2010 10:05 am
Localização: Madrid
LandRover: Discovery 300TDi 1995
Sócio LCP: 2404
RTI: 0

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor nmcabecadas » terça jan 17, 2012 5:02 pm

Obrigado :)

Se fosse uma revista de especialidade tinha orçamento para partir um telemóvel e para afogar outro :lol:
Avatar do Utilizador
nmcabecadas
master TT
master TT
 
Mensagens: 1838
Registado: quinta ago 04, 2005 7:43 pm
Localização: Lisboa
LandRover: Série III 88" Diesel 1966, originalmente S2A a gasolina e reconstruido em 1977 como S3 diesel
Defender 90 Td5 1999
Sócio LCP: 604

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor TMPinho » quinta jan 19, 2012 7:56 pm

Boas,

Eu tenho o original há bastante tempo e posso aproveitar para dar a minha opinião relativamente ao mesmo.
A bateria dura bastante tempo, eu uso bastante o telefone, mas apenas para fazer e receber chamadas, e periodicamente para utilizar a lanterna (o outro telefone é um iphone, pelo que acessos à net e afins é nesse).

Um dos encaixes do parafuso está a ficar maxiado, e eu não abro e fecho a tampa da bateria assim tantas vezes que justifique isso.
Entretanto, algures numa confusão no bolso, o ecran ficou com um belo risco de uma chave, coisa que achei bastante estranho, pois se resiste a uma queda, também deveria resistir ao risco da chave.

De resto, já caiu bastantes vezes e só fica com a borracha lateral marcada, já o utilizei para fazer chamadas dentro de água e já tirei fotos dentro de água e não tive qualquer problema.

Parece-me da foto que colocaste que eles tentaram fazer uma cópia dos wallpapers e dos menus, pelo que te iria pedir o favor de fazeres como eu fiz, grava um vídeo a explorar os menus para termos um termo de comparação. Aqui fica o vídeo:

http://youtu.be/Wu7DtAgKYS4

Outra coisa que eu estranhei, foi uma das fotos que colocaste:

Imagem
Esse nunca vi, também existe à venda?
Avatar do Utilizador
TMPinho
pleno TT
pleno TT
 
Mensagens: 804
Registado: segunda fev 04, 2008 6:59 pm
Localização: Torres Vedras / Braga / Águeda
LandRover: Range Rover Turbo D 1992
http://www.wix.com/tmpinho/range-rover
Sócio LCP: 1936

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor nmcabecadas » quinta jan 19, 2012 8:30 pm

Existe, mas apesar de ter os logos da LAND ROVER acho que é um "original" made in China que não replica nenhum modelo da própria LAND ROVER :)
Avatar do Utilizador
nmcabecadas
master TT
master TT
 
Mensagens: 1838
Registado: quinta ago 04, 2005 7:43 pm
Localização: Lisboa
LandRover: Série III 88" Diesel 1966, originalmente S2A a gasolina e reconstruido em 1977 como S3 diesel
Defender 90 Td5 1999
Sócio LCP: 604

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor Rider » quinta jan 19, 2012 8:56 pm

As réplicas são sempre uma coisa duvidosa, no que diz respeito ao aspecto é muito bom mas em termos de pesos e dimemensões não me parece muito adequado ao uso diário.
É sem duvida um acessório para ficar no interior da viatura, como SOS, tem sempre bateria, apanha mais sinal que o normal(???). uma ajuda em caso de algum incidente.

O artigo está mesmo muito bom, parabéns!

Cumps
Avatar do Utilizador
Rider
master TT
master TT
 
Mensagens: 1203
Registado: terça nov 29, 2011 2:28 pm
Localização: Algarve
LandRover: Defender 90
Sócio LCP: 2563
RTI: 0

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor nmcabecadas » quinta jan 19, 2012 9:34 pm

Obrigado. Eu tenho a minha no Defender, para o caso de o meu Samsung Galaxy falhar ou ficar sem bateria. Apanha muito bem o sinal e o som é francamente bom. Obviamente não se compara com o original, mas o mesmo acontece com o preço.
Avatar do Utilizador
nmcabecadas
master TT
master TT
 
Mensagens: 1838
Registado: quinta ago 04, 2005 7:43 pm
Localização: Lisboa
LandRover: Série III 88" Diesel 1966, originalmente S2A a gasolina e reconstruido em 1977 como S3 diesel
Defender 90 Td5 1999
Sócio LCP: 604

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor Francisco-Rey » quinta jan 19, 2012 10:04 pm

Boas
Tal como o MPinho tambem tenho um dos originais e comprado mais ou menos na mesma altura, o meu continua com o aspecto pouco diferente de novo e com a bateria a aguentar esse infindavel nº de horas. Já teve algumas quedas, nada demais e mesmo essas amolgadelas faladas não são visiveis. Quanto à lanterna no original, é de rápido acesso bastando primir por 2 segundos o botão inferior na lateral direita. Quanto a esses programas de mms e outros foi algo que não consegui explorar mas como assumidamente ignorante ... fico pelo gostava! Continuo a sentir a falta da escrita inteligente(T9).
E essa imitação por que preço ficou? acho que não vi valores de refêrencia!?
Como os mais atentos devem ter reparado está para venda nos classificados.

Abraço
Francisco-Rey
júnior TT
júnior TT
 
Mensagens: 231
Registado: quinta ago 24, 2006 12:33 am
Localização: Porto
LandRover: Discovery 300; Freelander 2000
RTI: 0

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor nmcabecadas » quinta jan 19, 2012 10:12 pm

Está perto do final do texto, 75-80 Euros, incluindo uma quinzena em direitos alfandegários, mas pode haver variações a vários níveis, inclusivé por motivos cambiais. Neste o botão inferior do lado direito activa a câmara.
Avatar do Utilizador
nmcabecadas
master TT
master TT
 
Mensagens: 1838
Registado: quinta ago 04, 2005 7:43 pm
Localização: Lisboa
LandRover: Série III 88" Diesel 1966, originalmente S2A a gasolina e reconstruido em 1977 como S3 diesel
Defender 90 Td5 1999
Sócio LCP: 604

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor Francisco-Rey » quinta jan 19, 2012 10:35 pm

Desculpa não tinha visto, realmente a diferença é enorme, se calhar é por este pormenor importantissimo da lanterna!!!!
Francisco-Rey
júnior TT
júnior TT
 
Mensagens: 231
Registado: quinta ago 24, 2006 12:33 am
Localização: Porto
LandRover: Discovery 300; Freelander 2000
RTI: 0

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor Mário Antão » quinta jan 19, 2012 11:14 pm

Excelente "manuscrito", parabéns :clap:

Quase que me convences a investir numa "coisa dessas" :roll:
Imagem
GATTAL - Grupo de Amigos de TT de Adão - Lobo
gattal.adao.lobo@gmail.com
Avatar do Utilizador
Mário Antão
maníaco TT
maníaco TT
 
Mensagens: 6932
Registado: segunda abr 14, 2008 5:12 pm
Localização: Adão-Lobo
LandRover: Ex-Discovery TD5
Freelander TD
Defender 300
Sócio LCP: 1929

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor nmcabecadas » quinta jan 19, 2012 11:26 pm

Na réplica é preciso recorrer aos menus para acender a lanterna, mas luz até é boa :)

Se for essencialmente para falar, tem estilo e uma excelente autonomia, mas é realmente muito volumoso. Em termos de funcionalidades, é comparativamente fraco e qualquer telemóvel barato faz o mesmo caso tb suporte o cartão Micro-SD.

Obrigado pelos comentários :)

Confesso que já me ocorreu, pela disparidade de preços, que possam existir diferentes réplicas, mas obviamente é algo que não consigo avaliar.
Avatar do Utilizador
nmcabecadas
master TT
master TT
 
Mensagens: 1838
Registado: quinta ago 04, 2005 7:43 pm
Localização: Lisboa
LandRover: Série III 88" Diesel 1966, originalmente S2A a gasolina e reconstruido em 1977 como S3 diesel
Defender 90 Td5 1999
Sócio LCP: 604

Re: Em teste, uma réplica do LAND ROVER Phone

Mensagempor RickyBilly » sexta jan 20, 2012 1:53 am

Boas, com mais ou menos as mesmas características, e garantido que é estanque e resistente, têm também o samsung b2100.
Tenho um e ate agora tem aguentado muita porrada! Um amigo meu tinha um também, e experimentámos tirar fotos na piscina debaixo de agua e não meteu água, e as fotos ate ficaram mais ou menos boas (dentro do possivel lol). tem câmara de 1.3mp, memoria interna de 10mg mais slot para cartão mini SD, radio, calculadora, conversor, lanterna que acende com um botao de lado, e é estanque ate 1 metro durante meia hora, é feito de um material qualquer tipo os das rodas dos skates!

E vai existir um smartphone resistente a tudo isto, o samgsung galaxy xcore, mas nao há previsao se chegara a portugal. Embora ja exista também o motorola defy, mas nao é estanque!
RickyBilly
iniciante TT
iniciante TT
 
Mensagens: 27
Registado: sexta mar 18, 2011 8:36 pm
LandRover: Discovery TD5
Sócio LCP: 0
RTI: 0


Voltar para Artigos Técnicos



Quem está ligado:

Utilizadores a ver este Fórum: Nenhum utilizador registado